08 Setembro 2020
Notícias

Imobiliário de rendimento atinge recorde em plena pandemia: 1 700 milhões transacionados

Trata-se de “um valor nunca antes alcançado no primeiro semestre de anos anteriores”, segundo a análise da consultora CBRE.

Apesar dos efeitos causados pela pandemia da Covid-19, o mercado de investimento imobiliário em Portugal conseguiu manter grande dinamismo ao longo do primeiro semestre de 2020. O imobiliário de rendimento é um exemplo: reportou na primeira metade do ano o valor recorde de 1 700 milhões de euros transacionados.

De acordo com a consultora, metade do volume de investimento reportado foi alocado a ativos de retalho, 27% a hotéis e 22% a escritórios. O departamento de Research da CBRE fez ainda uma projeção de mercado até ao final do ano, adiantando que a expectativa para a segunda metade de 2020 é de um investimento em imobiliário de rendimento na ordem dos 1 000 milhões de euros.

“Existem atualmente algumas transações de dimensão elevada em comercialização que nos levam a projetar um volume de investimento para o segundo semestre em torno dos 1 000 milhões de euros”, refere a Cristina Arouca, diretora de Research da CBRE, citada em comunicado, acrescentando que, no ano de 2020, “poderão ser investidos no setor imobiliário de rendimento, aproximadamente 2 700 milhões de euros, posicionando 2020 como o terceiro ano de maior investimento já observado em Portugal”.

“A maioria dos ativos são escritórios, mas preveem-se também transações de projetos de habitação para arrendamento (built to rent), uma classe de ativos com elevada procura nos EUA e na Europa, mais ainda com uma reduzida expressão em Portugal”, adianta a responsável.

Fonte: Idealista

Subscribe our newsletter
We will tell you everything!