23 Janeiro 2023
Dicas

Crédito Habitação — passo a passo para fazer face à subida da prestação

Corriam os últimos dias de dezembro quando o Banco Central Europeu (BCE) subiu novamente as taxas de juro diretoras em 50 pontos base.

As consequências estão à vista! A taxa de referência para o crédito habitação (Euribor) atingiu novos máximos nos três prazos mais comuns, 3, 6 e 12 meses.  Aliás, a Euribor a 12 meses está acima dos 3,3% e a Euribor a 6 meses nos 2,8%.

Esta a subida já se reflete no custo da mensalidade da casa dos contratos indexados à taxa variável revistos este mês.

Por isso, é urgente analisar o contrato de crédito habitação para perceber se há forma de poupar, garantir robustez das finanças pessoais suportar imprevistos.

Siga os nossos conselhos!

– Verifique se o contrato está indexado à taxa de juro variável no extrato bancário.

– Faça uma pesquisa e peça simulações!

– Analise a Ficha de Informação Normalizada (FINE), nomeadamente a Taxa Anual Efetiva Global (TAEG) e o Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC).

– Renegoceie o spread, se o valor estiver acima das ofertas vigentes no mercado.

– Transfira o crédito habitação, se encontrar uma boa proposta. A operação pode ter custos, atenção!

– Acompanhe a evolução da Euribor e faça simulações para saber o que aí vem quando o contrato for revisto.

– Tome medidas, se a taxa de esforço exceder os 35%.

Peça ajuda especializada!

O nosso website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar na nossa página, está a aceitar a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa Política de Privacidade e os Termos de Uso.